Marinha britânica bane palavras que têm “man” na composição

Sob pretexto do sexismo, instituição militar vai modificar estrutura de palavras

Por Hora H 27/07/2020 - 23:21 hs
Foto: Reprodução
Marinha britânica bane palavras que têm “man” na composição
Marinha Britânica vai modificar vocabulário marítimo

Marinha Real do Reino Unido (Royal Navy) sucumbiu ao politicamente correto. A bola da vez são as palavras que possuem em suas composição o sufixo MAN (homem). Palavras como “unmanned” (não tripulado) e “manpower” (mão de obra) serão proibidas sob o pretexto de serem termos sexistas.

De a cordo com o portal Breitbart, o chefe profissional do Serviço Naval, primeiro lorde do mar Tony Radakin, ordenou a proibição das frases para criar um ambiente mais inclusivo para as recrutas do sexo feminino na Marinha.

A maior aberração fomentada por essa ideia  deve ocorrer com o substantivo marinheiro, que em inglês é seaman (Homem do Mar). A palavra que é base de todo o serviço da Marinha, poderá ser definitivamente aposentada do vocabulário. Já se cogita usar como substitutiva a palavra Seaperson (Pessoa do Mar). Caso isso se concretize, seria algo como passar uma enorme borracha em anos e anos de história e referências. 

Nem todos estão vendo com bons olhos essa alteração no vocabulário marítimo. Opositores da ideia classificam essa medida como uma distração patética e politicamente correta para deixar de manter a Grã-Bretanha segura Segundo eles, a única razão para mudar os vocábulos marítimos é se eles fosse uma barreira para o recrutamento de mulheres, porém o recrutamento feminino encontra-se em ascensão.